Especial Orlando – Como iniciar o planejamento?

Nunca viajei para Orlando

Mas o tempo passou, um filho chegou, e o sonho de leva-lo na Disney fez com que elegêssemos Orlando como nosso destino de férias em 2018.

Vou dividir com vocês as etapas pelas quais estou passando para planejar a viagem e definir o roteiro. Neste momento, tudo que estou fazendo é com base em informações coletadas na internet e conversas com amigos que já estiveram lá.

Primeiro vale a pena falar sobre a importância do planejamento.

Diversos restaurantes devem ser reservados com 180 dias de antecedência, e na Disney, por exemplo, o fast pass, fura fila dos parques, tem de ser agendado 30 dias antes (ou 60 dias para quem se hospeda no complexo). Dentre os sites que estou analisando, os melhores são o Falando de Viagem e o Vai para Disney, que contém um material completo e diversificado.

Enfim, decidido o destino, a segunda coisa que precisei definir foi quando ocorreria a viagem.

Pelo que já li, alguns períodos são um pouco mais tranquilos:

  • Janeiro, a partir da 2ª quinzena.
  • Fevereiro, antes do Spring Break americano.
  • Maio.
  • Setembro, outubro e novembro.
  • Dezembro, até o dia 15.

Não que esses períodos sejam vazios, mas as filas e aglomerações tendem a ser bem menores do que em épocas como férias de julho e durante o NatalUm bom site para se ter uma previsão da lotação dos parques é o Under Cover Tourist, que mesmo estando em inglês é bem prático e simples. 

Além da lotação dos parques, outra questão a ser avaliada é o clima. Durante o verão o calor em Orlando pode ser extremamente desconfortável, beirando os 40ºC. Já o inverno, mesmo não sendo rigoroso, exige uma boa blusa de frio e praticamente inviabiliza os parques aquáticos.

As melhores épocas, portanto, são a primavera e o outono, pois reúnem temperaturas amenas e parques menos lotadosMesmo sabendo disso tudo, acabamos programando a viagem para o inverno, saindo de Belo Horizonte no final de janeiro e retornado em meados de fevereiro. Fizemos isso porque o meu filho perderá menos dias de aulas e ainda conseguiremos emendar a viagem com o feriado de carnaval, ganhando, assim, alguns dias extras em Orlando.

Mas o mais importante é que neste período os parques não estão lotados, o que significa dizer que as filas não serão gigantescas, além de não ser uma época com muitas chuvas. 

Definida a época, o próximo passo foi decidir o número de dias em Orlando, o que será assunto da próxima matéria.

Até mais!

Imagem da capa: google

1 Comentário

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.

Hugo Sasdelli

BH Dicas

CONECTE-SE

Verdemar