Pra refletir: você tem o hábito de ir a museus?

Descontrole.
De antes. De sempre. Do agora.
Ontem assistimos parte da nossa história queimar diante dos nossos olhos sem poder fazer nada. De mãos atadas e coração dilacerado. Eu, aflita, imaginava cada objeto, cada sala, cada fóssil, que eu não vou conhecer, virando cinzas. Queria ter superpoderes para entrar.

Foto: Tv Globo

Paredes caindo, arte, ciência e história em chamas. Anos de trabalho. Cultura. Dinheiro nenhum paga o que perdemos. E o tempo, não volta. Mas ainda da para a gente refletir e cuidar bem do que temos. Porque temos muito.

Vamos frequentar e valorizar nossos museus.

Essa semana que passou, fui conhecer duas exposições no CCBB BH muito legais. Jean Michel Basquiat e um recorte do Museu do Futebol de São Paulo que está rodando algumas cidades do Brasil.

Foto: BH DICAS

Não sou entendedora de arte. Não saberia falar profundamente sobre o assunto, mas eu adoro conhecer, descobrir e entender mais sobre esse universo. Fui visitar essa exposição que está muito comentada e saber mais sobre Jean. Um dos mais famosos artistas norte americano, começou a expressar sua arte através do codinome SAMO escrevendo em paredes frases criticas. Suas obras personificam NYC dos anos 70 e 80, retratando ritmos, sons e a vida na cidade. Sua arte expressa traumas experimentados pelos negros nos EUA e também heróis revolucionários e músicos do jazz. Jean morreu aos 27 anos de overdose.

A exposição fica até 24 de setembro de 2018, de quarta a segunda de 9 as 21h no CCBB na Praça da Liberdade. É GRATUITA.

Se você for lá, ainda que não goste muito de futebol – coisa difícil por aqui, certo?… vale a pena visitar o pátio e as salas logo na entrada do CCBB. Um exposição itinerante, vinda do Museu do Futebol em São Paulo conta um pouco da história do futebol, com várias curiosidades e muita informação. Curti demais!!!

Foto: BH Dicas

Essa vai até dia 15 de outubro, também de quarta a segunda de 9 as 21 hrs. Gratuita e linda demais!!

Acho que podemos aproveitar essa situação de tragédia e perda inestimável para refletir e começar o quanto antes a cuidar do que é nosso. Da nossa história. Do que nos pertence. Me conta aqui nos comentários:

Você tem o hábito de ir a museus?

Virgínia Sasdelli

Sem Comentários ainda

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.

BH Dicas

CONECTE-SE