Espaço Materno, não. Espaço Família!

Calma, não sou contra as Mamães. Pelo contrário, penso na família. Não é possível mais ter espaços públicos reforçando uma cultura errada de que a Mãe cuida dos filhos e o Pai só paga conta. Por isso, o título supostamente polêmico!

Falando da nomenclatura dos Espaços, o “Materno” fomenta e sobrecarrega as Mamães, como se fosse só papel delas. Claro que não! As mulheres precisam, por exemplo, almoçar no shopping com tranqüilidade, pois sabem que tem um parceiro que vai parar de comer para trocar uma fralda suja de cocô. E o outro lado problemático, o “Materno” vai ser base de argumentação do “Pai omisso” que vai ler aquilo e deixará de cumprir o seu papel. “Vai lá mãe, Espaço para você”.

Isso não é exagero! Recebo centenas de mensagens que sustentam esta afirmação. O nome é muito importante, não é somente uma placa de PVC. Vou mais fundo no problema. Estou até bravo aqui… O nome me incomoda demais, mas quero falar também da infraestrutura (ou falta dela) voltada para os Papais cuidarem dos filhos fora de casa. Em Natal, Rio Grande do Norte, por exemplo, fomos a um restaurante bacana. Como eu e Tereza dividimos tudo com relação ao Samuel, foi lá o Brunão aqui para trocar uma fralda. Mochila nas costas e filho no colo. E, infelizmente, a dura realidade bateu na “minha cara”! Trocador somente no banheiro feminino. Fiquei alguns segundos olhando para o Samuel e o Samuel olhando para mim. Dei um sorriso de canto de boca e disse: “Vamos lá filhão”. Imagine um filme de ação, aquela trilha empolgante, eu abrindo a porta do banheiro masculino… Avaliando o cenário… Possibilidades. Não deu outra, troquei com ele em pé mesmo. Era menos arriscado.  Assumo que fui muito orgulhoso, pois poderia ter chamado a Tereza. Mas, não! Não quis compactuar com este sistema errado e injusto.

Claro, foi preciso equilibrar, a segurança dele era primordial na oportunidade.  Com este incômodo no sangue, decidi usar a Comunidade Pai tem que fazer de tudo como um meio de conseguir expressar as minhas opiniões sobre o tema, abrir uma oportunidade para as pessoas me enviarem seus depoimentos e tentar mudar esta situação. Já recebi muitos casos positivos e negativos! Vamos lá “Patrulha Pai tem que fazer de tudo”.

Tentaremos intermediar mudanças e destacar quem está fazendo a diferença. Para fechar, quero mostrar para você que tudo é possível, temos condições de mudar isso. Não é preciso ter um blog. Você, Papai, Mamãe, Vovó ou vovô não deixem de reclamar, sugira mudanças, use as mídias sociais, mandem um e-mail para os estabelecimentos. Viu uma coisa errada sobre o tema, comunique- se. Vai ajudar muitas pessoas. Olha que legal a mudança que a Comunidade Pai tem que fazer de tudo conseguiu, recentemente, na Leroy Merlin – CenterMinas em BH. Agora é ESPAÇO FAMÍLIA E COM O SÍMBOLO DO PAPAI. Uma empresa gigante que decidiu acolher a ideia.

Legal, né? Conta pra gente qual é a sua opinião sobre isso?

Foto: Soosh

Até a próxima!

Está rolando uma campanha muito bacana para o livro do Bruno. A scrittore, editora da revista Canguru, vai lançar o livro do Pai tem que fazer de tudo. Para garantir o seu exemplar e ainda ajudar o projeto e a causa #cliqueaqui 

Sem Comentários ainda

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.

Hugo Sasdelli

BH Dicas

CONECTE-SE

Verdemar