Máximo Soalheiro | Tipografia e Cerâmica

O Máximo é o máximo!

Eu amo peças em cerâmica. Se você também ama, cuidado. Ao final desse post, depois de conhecer um pouco mais o trabalho do Máximo Soalheiro, você vai ficar com ideia fixa. Vai querer e precisar de tudo. Já tô até vendo você planejando suas refeições naqueles pratos maravilhosos e fantasiando recepções em casa. Por experiência própria: tudo vai vir e voltar na sua mente. kkkkkk. Eu sei, porque eu estava assim. Desorientada para conhecer, adquirir e contar aqui no BH Dicas. O Site ND e a Portobello adivinharam meu pensamento com esse convite maravilhoso. A ansiedade (e o fim de ano também) era tanta, que errei o dia do evento. Só eu, gente. Isso só acontece comigo, rs. Fui parar lá um dia antes, debaixo de chuva, num trânsito “duu piruuuuu”, que quem estava acompanhando o snap bhdicas, viu a saga. Mas não foi nada mal. Já fui admirando as peças e conhecendo o ceramista.

Máximo Barroso é de Sardoá em Minas Gerais, mas veio para nossa cidade criança. No encontro, contou da sua paixão pela música e que quase seguiu carreira, quando passou no curso da UFMG. Trabalhou em uma olaria em Betim e foi nessa época que o interesse pela cerâmica artística começou. O seu atelier existe desde 1978. Mais uma vez, eu me pergunto: em qual Belo Horizonte eu estava? O lugar é um ponto turístico em BH. Vem gente de todo canto para conhecer a soalheria. É lá que ele cria, fabrica, expõe e comercializa as peças.

O Máximo é o queridinho dos arquitetos, desenvolveu trabalhos para empresas como Cemig, Usiminas, Fiat, Google – entre outras, e ouvir um pouco de como ele pensa e desenvolve seu trabalho, foi um privilégio. Desses momentos únicos, que nem que eu escreva 150 posts, conseguiria reproduzir exatamente a experiência. ( Talvez em vídeo, hein?!  Quem sabe, dá próxima não gravo um vlog? ). Na visita, conhecemos todo o processo e maquinário do atelier. Gente, tem máquina de tipografia de 1939 e que funciona perfeitamente. Não só funciona como associada as tecnologias digitais, é usada até hoje em seus projetos (livros, discos, produção de imagem).

Encantada eu já estava antes de ir pessoalmente. Depois, eu estou tipo fã, rs.  Ligo pros amigos mandando ir lá logo conhecer (3 já foram, e não tem nem uma semana desse evento). E as compras? Não falei que era de atormentar, rs? Já completei o jogo de xícaras que ganhei no evento da Natalia Dornelas e estou apaixonada pela boleira – que tem 2 usos! Veja a foto no final. De um lado boleira e do outro é uma petisqueira maaaara (Obrigada Hugo e Ju, amigos queridos). Fiz até bolo de cenoura para estrear (a receita? #cliqueaqui). Excelente dica para presentear alguém especial, para renovar o jogo de jantar, complementar com alguma peça diferente e claro, ir lá conhecer o Máximo.

[metaslider id=11501]

Onde é: Soalheria – Rua Almandina, 200. Santa Tereza . Quando ir: seg a sex de 8:00 as 20:00 hrs / sab 10:00 as 15:00 hrs . Quanto custa (alguns exemplos): tigela de sobremesa R$51,30 | Copos para aperitivos – vem com 2: R$30,00 | Tigela média: R$144,00 | Boleira (usando ao contrário ela vira petisqueira) : R$136,00 | Prato fundo: R$96,00 | Molheira: R$98,00. – preços a vista, ok?. Pra ligar lá: (031) 3482-4584. Não tem estacionamento, mas é muito de boa achar vaga.

Sem Comentários ainda

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.

BH Dicas

CONECTE-SE