O que aprendi com o filme Quebra Nozes e os quatro reinos

Ei Gente, Tudo bem?

Seria muito cedo para abordar um filme de tema natalino? Não sei, comecei a montar minha árvore de natal essa semana! Outubro já é época de começar a pensar nisso, e eu já estou entrando no clima do natal, assistindo a filmes temáticos.

Um clássico que vejo todo ano é Esqueceram de Mim. Eu amo aquele filme e já praticamente decorei as falas. O último que assisti foi Quebra Nozes e os quatro reinos. Eu ainda não tinha visto, e achei tão bom de ver, que resolvi te contar. É leve.

O filme foi inspirado no Ballet de dois atos criado por Tchaikovsky. Por anos apresentado em New York, em 2018 virou filme da Disney. Achei gostoso de ver, leve, tranquilo e que passa uma mensagem bonita no fim.

Resuminho básico: uma jovem, acaba de perder a mãe na época do natal e recebe um presente deixado por ela. Para abrir esse presente tão especial, precisa de uma chave. A querida então, sai em busca da chave e acaba descobrindo reinos que inclusive que sua mãe, comandava.

Foto: Google

Se você não viu, pare aqui. Assista e depois volte. Quero conversar sobre o filme.

Moral da história: “Nem tudo que parece é” ou “Cuidado ao julgar o que o outro sente, passa, transparece”. A jovem Clara julga seu pai, acreditando que ele não está sofrendo a dor da perda. Egoísta no inicio do filme, me parece que ela achava que só a sua dor era real.

As vezes, o outro não sente (ou não demonstra) da mesma forma que a gente, e nem por isso, quer dizer que não sofre. Ainda no mesmo campo do julgamento, Clara se engana. A Fada Plum, parece muito amiguinha e disponível e na realidade é a vilã da história toda. Mas uma mensagem do “Nem tudo que parece, é“. Isso também se aplica aos ratinhos.

Gostei de Clara ser uma princesa empoderada. Ela é corajosa, inteligente e em momento algum precisou de um homem para concluir sua missão. No entanto, eu fiquei na expectativa de um beijo de Clara com o Capitão. Só eu??? Rs.. Talvez seja costume de todo filme ter algum par romântico.

Bom, quero destacar também que Clara, ao conseguir abrir seu presente, entende a mensagem da mãe: ” Tudo que você precisa, está aqui dentro”. Ao abrir sua caixinha de música, descobre um espelho e compreende que é ela mesma, a saída de tudo.

Lindo né?

Me conta se você já viu esse filme e o que acha dos pontos que levantei. Assisti na Amazon Prime.

Bjim

Sem Comentários ainda

Comentários bloqueados

BH Dicas

CONECTE-SE