Restaurante chinês escondido em estranha galeria no Centro é oásis para aventureiros da baixa gastronomia

Foto 1

As duas novidades mais interessantes da cena gastronômica popular em Belo Horizonte vêm de fora. Uma é a Arábica Lanchonete, aberta no final do ano passado por dois irmãos sírios que fugiram da guerra que assola o país árabe há seis anos. A outra é o Chen Chang Kee Noodle House, restaurante chinês que funciona na Galeria BH, localizada à Rua Curitiba 130, bem perto do Oiapoque, shopping popular onde se acha de tudo, no baixo centro da capital mineira.

Ao subir as escadas da estranha galeria e chegar ao último andar, já é possível escutar o barulho vindo da cozinha da pequena sala onde funciona o restaurante, devido à altura dos tons de vozes do cozinheiro, da ajudante e do jovem que recebe o dinheiro. Parece até que estão brigando o tempo inteiro.

A capacidade é para 12 pessoas sentadas, pois o estabelecimento possui apenas quatro mesas de plástico, encostadas nas paredes e com três cadeiras em cada. Sobre as mesas, cinzeiros. Nas paredes estão fixados dois ventiladores e dois calendários, dos anos 2015 e 2016, ambos em mandarim. Não há placa indicativa na porta nem cardápio à disposição dos clientes. Por isso a dificuldade em fazer um pedido. Pra piorar, ninguém ali entende nada que é falado em português. Nem em inglês.

Foto 2

A clientela é formada basicamente por chineses que trabalham no comércio informal nas redondezas, e o movimento maior é de pessoas que entram para pegar embalagens com comida para levar. Poucos brasileiros passam por lá, e a atmosfera do local é ímpar, bem diferente dos tradicionais restaurantes chineses da cidade, que servem receitas cantonesas.

Com alguma sorte, é possível encontrar algum chinês que fale português e que ajude o comensal brasileiro a fazer o pedido.

Nas mesas o domínio é do macarrão, seja mergulhado em caldo, na versão ramen, ou feito na wok, tipo yakisoba. Nas duas modalidades é possível escolher entre fios mais grossos, preparados com ovos, ou macarrão de arroz, bem fininho. Ambos produzidos no próprio restaurante. Acelga, cogumelos, cebola, cenoura, carne de porco e ovo mexido fazem parte da receita, que é muito bem servida e que sai a R$12 cada.

Foto 3

Como entrada, vale a pena pedir os bolinhos recheados com carne, conhecidos como dumplings, a R$8 a porção com oito unidades.

Foto 4

Foto 5

Boa pedida também é a perfumada carne de boi em finíssimas e macias fatias, preparada na wok pelo veloz e habilidoso cozinheiro, com finos pedaços de pimentão, cebola, batata e cenoura. A porção serve duas pessoas e sai a R$20. Para acompanhar, uma tigela de arroz, empapado e sem tempero algum, para comer com hashi, por R$3.

Foto 6

O arroz, aliás, é preparado numa máquina elétrica, que fica sobre uma das mesas da pequena sala.

No cardápio, que recebi por e-mail do amigo e brilhante jornalista João Renato Faria, que se deu o trabalho de traduzi-lo via Google Tradutor, constam diversas outras opções, entre elas, sopa fria, orelha de porco, pés de pato, bolo de peixe e mingau. Isso se a ferramenta que traduz estiver correta. O que nem sempre acontece.

Da última vez em que estive lá, vi um chinês comendo um pequeno peixe, inteiro, com um ótimo apetite, o que me faz querer desvendar todo o cardápio do inusitado restaurante, apelidado por mim apenas de “chinesão roots do centrão”.

No frigir dos ovos, não é nada espetacular, mas é um bom restaurante, com comida honesta e correta a preços convidativos. Mais interessante ainda é o lugar em si. Vale a pena o passeio, afinal é o mais perto da China que alguém pode chegar vivendo em BH.

Foto 7

CHEN CHANG KEE NOODLE HOUSE

Rua Curitiba, 130 (Galeria BH); sala 205, 3º andar – Centro

Belo Horizonte, MG

nenel-bh-dicas01Acompanhe também o Nenel no Instagram e na Tv Baixa Gastronomia .

69 Comentários
  1. Com todo respeito mas, este tipo de dica eu não daria pra ninguém… esta última foto retrata bem o cuidado, ou a falta dele, presente neste ambiente.

    1. Estive varias vezes no local, muito interessante comida boa com um preço acessível à todos. Talvez não seja um local 5 estrelas, mas nada impede de comer bem. As pessoas criticam mesmo antes de saber, o mais interessantes é que aqueles que tiveram a oportunidade de viajar para outros países sempre comem em locais assim e voltam falando mil maravilhas. A hipocrisia brasileira ou talvez mineira é de lasca, porque grande parte dos que falam mal vivem em burecos copo sujo.

  2. Tem como postar o cardápio traduzido pra gente? 🙂

    Já fui lá. Comida muito boa. O lugar é meio suspeito, mas como lota de chinês lá, imagino que eles confiem no restaurante e ninguém tenha passado mal, ainda. kkk

    Tem um prato de tofu chamado mobo dofu (se não me engano). O melhor tofu que já comi na vida.
    Os chineses que conversei falaram que o único restaurante em BH que encontraram comida chinesa de verdade foi o Macau.

  3. Com certeza irei. Muito melhor do que qualquer restaurante de shopping com comida de plástico! E o melhor sem a presença da elite burra brasileira!

  4. Eu arriscaria ir sim.

    Em Potugal, Lisboa fui a um restaurante conhecido como chinês clandestino, o lugar era bem parecido com este e ficava dentro de uma casa pequena. A comida era maravilhosa.

  5. Muito bom. As pessoas precisam parar com essa ideia de que chinês é tudo porco. Assim como podem existir restaurantes chineses meia boca, também existem restaurantes brasileiros meia boca. Não é a etnia q vai dizer isso e sim o local. Esse aí eh bem simples mas não vi nd que indique falta de higiene… o boteco aqui perto de casa eh mais simples q isso e todo mundo vai kkkk

  6. Estou vendo que o pessoal tá falando aí, mas temos que vê que isso é uma questão cultural, lá no pais deles isso tá até suavao, bem cara da china mesmo, e que o publico alvo deles são os chineses que vivem aqui, para eles lembrarem um pouco do pais e terra natal dele mano, eu vou com certeza, vou praticar meu mandarim 😀

  7. Que pessoa em sã consciência indica um local horroroso como esse? Se na Liberdade já teve restaurantes chineses fechados por falta de higiene, imagina nesse lugar. Deus me livre!

  8. CAAAAAAAAAAAARA, melhor dica da história!
    Tudo parece muito gostoso!
    Pode me passar o cardápio que seu amigo te mandou por e-mail? (Se não for incômodo)

  9. Brasileiro é muito besta, se abrirmos um restaurante na China com cardápio em portugues, duvido que o restaurante terá sucesso. Meu país, meu idioma e ponto final.

    1. Teria sucesso sim, se é que já não existe. Pessoas globalizadas e com interesse pela cultura do outro sem pré-julgamentos há em todo lugar, felizmente!

  10. Nesse restaurante, pelo menos vc já sabe como é! O problema é vc achar q está comendo bem na sua casa ou em outro restaurante chique e na verdade vc está comendo cabelo do Toni Ramos, papelão e se gabando q está comendo comida de primeira. Kkkkkkkkkk

  11. Já ouviram falar da expressão “julgar o livro pela capa” ??? Conheço várias histórias de familiares que morreram de intoxicação alimentar em grandes restaurantes que ainda funcionam… De alguns, os processos correm até hoje… É muito chato chamar a pessoa pra comer em um restaurante, em que você viu uma promoção, e a pessoa falar que foi lá que o pai dela morreu. Anyway…
    Acho que eu iria só por recomendação, já que não conheço nada da culinária chinesa. Me imagino pedindo algo pelo nome e chegar na minha mesa algo como dobradinha (Eu detesto).
    Já comi muito salgado estragado no centro, e não era de estabelecimentos copo sujos. Na minha faculdade já me empurraram um salgado mais duro que peso de porta. Fui bobo de comer, mas foram desonesto em me oferecer algo que já tinha sido tirado da estufa, por eu ter pedido pra levar. Quando eles pegam um salgado que está na cozinha a gente imagina que o salgado está fresquinho, não é mesmo? É quem nem um amigo postou ai em cima disse. Se o restaurante é frequentado pelos próprios chineses, para a culinária chinesa, deve ser honesto.

  12. Irei neste lugar, com certeza! E também na lanchonete dos irmãos sírios!
    Quem adora conhecer novas (ou velhas, rs) culturas adora também vê-las bem próximas à sua casa, em sua cidade.
    Obrigado pelas dicas!

  13. Quantos pré julgamentos destes comentaristas voluntariosos… Como as mentes abertas comentaram, um bom crivo é a presença constante de outros chineses comendo no local. Mas ñ duvido q os higiênicos brasileiros paguem bem caro para comer nos super-limpos restaurantes franceses de assepsia conhecida mundialmente.

  14. Grato pela dica. Ñ me baseio mto no preço do porcelanato do piso do restaurante pra avaliar a qualidade. Pra qm comeu churrasco grego anos a fio e está vivo e saudável comentando aqui, pq ñ?!

  15. Existe um cardápio? Fui lá e me falaram que não tinha… Fui atendida por uma criança, que parecia ser a única que falava português… Comida excelente!!!

  16. Muito Obrigado pela dica. Irei em breve visitar.
    Será que você poderia me enviar, ou até mesmo poste o cardápio para que todos nós.possamos ver?

  17. Sensacional comida chinesa! A original. Tempero perfeito. Tudo feito com muita agilidade do cozinheiro. Preço ótimo por uma comida saborosa e bela apresentação do prato. Quem é fresco come no dragon china. Comida sem gosto. Feita na industria. Tudo bem cuidado comparado a restaurantes mineiros da região. Fui comprei e levei pra minha esposa. Adoramos. Vamos voltar pra comer outros pratos e levar familiares. Não é restaurante chic gente. É um restaurante pra atender o trabalhador. Ótima comida.

  18. Fui lá hoje. O lugar é sujo mesmo, mas a comida é muito boa! Gastronomia sem frescura. Saborosa, porção farta e preço justo!

    Quando cheguei (11:20) já não tinha mais os bolinhos de carne.

    Tem que ter paciência porque lota e demora muito pra sair o prato.

    Muito bom!

  19. Já fui e voltei, comida caseira chinesa, sem adaptações toscas como vemos nos chineses “brasileiros”! O local é simples, mas a comida é estupenda e honesta, preço bacana, tempero delicioso, atendimento atencioso, mesmo com toda a dificuldade da língua diferente, superior ao de vários restaurantes da zona sul inclusive. Recomendo, muito e virei freguesa!

  20. Fica a dica para os donos do restaurante se quiserem atrair o povo fresco que reclama sem saber muita coisa: e so cobrar bem mais caro. Gente fresca gosta de pagar caro e acha que pagar caro e garantia de qualidade. Muitos restaurantes japoneses aprenderam isso faz tempo e cobram bem caro pra atrair o povo “descolado” e faturar com eles. Mas que continuem do jeito que esta pra quem prefere assim tambem.

  21. Achei super atraente, deu vontade de ir, porem, como bulhufas vou pedir algo se não entendem nem inglês?
    Alguém que foi, sabe me dizer caso eu cite o nome do prato que eu quero, já consigo comer?
    Apesar de chineses eles entendem japonês?

  22. Fui até lá sábado passado (dia 17/06/2017) e gostei muito. Tanto um rapaz quanto uma menina falavam português, por isso não tive problemas em fazer o pedido. O único problema é que acho que não tem cardápio, então pedi os bolinhos e o ramen. Não me arrependi. Comida muito boa!
    Obs: a não ser que esteja com muita fome, cogite pedir um ramen para dividir entre duas pessoas, pois a quantidade é grande.

  23. Valeu a dica!!! Ouvi falar desse restaurante mas não sabia o endereço, vou com certeza matar um pouco da saudade da China e sua exótica comida. Depois volto e comento se é mesmo original. E esse restaurante é semelhante a muitos que tem na China, são populares assim.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.

Hugo Sasdelli

BH Dicas

CONECTE-SE

Verdemar