O LEBLON É LOGO ALI

Por Nenel Neto, Baixa Gastronomia

Foto: Baixa Gastronomia

Durante muitos e muitos anos, botequeiros de todo o país se dirigiram ao Leblon, bairro nobre do Rio de Janeiro, em busca dos famosos bolinhos do mítico Bar Bracarense.

A criação deles ficava a cargo da estupenda Alaíde Carneiro, que esteve à frente da cozinha do Braca por 24 anos.

Depois, ela e o Chico, conhecido garçom da mesma casa, abriram o botequim Chico & Alaíde, também no Leblon, que atraiu globais e não globais, graças à qualidade da comida, com destaque para os consagrados bolinhos da Alaíde.

Após nove anos, ela desfez a sociedade com o Chico e abriu, há apenas um mês, um humilde boteco no bairro Planalto, na região Norte de Belo Horizonte, mais precisamente à Avenida Doutor Cristiano Guimarães, 1863.

Lá, ela prepara todos os bolinhos que fizeram a sua fama Brasil afora, e com preços bem, bem honestos!

Comece pelo de aipim (mandioca), recheado com camarão e requeijão cremoso (R$4,50), que foi a primeira criação dela e que fez história. Passe pelo de bacalhau (R$4,50), aproveite o sensacional bolinho de carne seca com abóbora (R$4,50) e termine com os fantásticos bolinhos de feijoada e de caruru com vatapá. Todos eles fritos na hora.

Bolinho de Aipim com camarão | Foto : Baixa Gastronomia

 

Bolinho de carne seca com abóbora | Foto: Baixa Gastronomia

 

Bolinhos de feijoada e de caruru com vatapá | Foto: Baixa Gastronomia

Depois que terminar, peça o famosíssimo choquinho, um camarão, de bom tamanho, frito com requeijão e coberto com batata palha caseira, por irrisórios R$5. Não é exagero dizer que o choquinho fez história na Zona Sul da Cidade Maravilhosa.

Alaíde e Val mostram o choquinho com orgulho | Foto: Baixa GAstronomia

O Boteco da Alaíde, que ainda não tem nome oficial, nem placa na porta, funciona de segunda a sábado, de 8h as 22h, e aos domingos, de 8h as 18h:30.

Por lá são servidos pratos feitos no almoço. E, em breve, Alaíde promete disponibilizar suas famosas empadinhas de camarão.

Faça um favor a você. Vá! Mas vá sabendo que é um botequim humilde, sem equipe de garçons, pelo menos por enquanto. Quem atende é o marido dela, o Val, que também foi garçom do Bracarense.

Não tenha pressa. Do contrário, sirva-se no McDonald’s ou no Subway.

Fui muito feliz nesta minha experiência. E desejo o mesmo a todos vocês.

Foto: Baixa Gastronomia

BOTECO DA ALAÍDE

Avenida Doutor Cristiano Guimarães 1863 – Planalto

Belo Horizonte (MG)

9 Comentários
  1. Eu tive o prazer de conhecer o Chico e Alaíde no Leblon e apaixonei pelo choquinho e bolinho de feijoada. Super indico. Sucesso pra vc Alaíde!

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.

BH Dicas

CONECTE-SE